6 DÚVIDAS MAIS FREQUENTES SOBRE PROGRESSIVAS

6 DÚVIDAS MAIS FREQUENTES SOBRE PROGRESSIVAS


Olá 

Separamos 6 dúvidas mais frequentes sobre a progressiva para quem é totalmente amador no assunto de progressiva mas tem interesse em realizar o procedimento e não realiza por não ter as respostas certas que precisa.

Essas informações te ajudarão a tirar algumas de suas dúvidas, escolher o procedimento ideal para suas necessidade/vontade e se tranquilizar quanto ao procedimento.



Aqui estão as 6 dúvidas mais frequentes sobre a Progressiva



1. É melhor fazer procedimento de coloração antes ou depois da progressiva?

Essa é uma das dúvidas mais frequentes quando se trata de progressivas com outras químicas.

O recomendado é fazer o procedimento pelo menos 7 dias após a progressiva para não correr risco da amônia (utilizada no processo de coloração) abrir novamente as fibras do fio, pois isso poderá tanto interferir no seu alisamento como causar algum dano ao cabelo. 


Mas ressaltamos que, hoje no mercado existem INÚMEROS produtos de progressiva sem o formol em sua base, produtos que garantem que a coloração pode ser feita de imediato após sua aplicação de modo que não interfere no resultado do alisamento, não prejudica a saúde do fio e também não irá perder sua cor.

Assim como esse mesmo grupo de produtos sem formol garante que a coloração feita antes do procedimento de progressiva também é segura, pois o princípio ativo do produto da progressiva não irá mudar a cor da sua coloração.


  1. Qual a diferença entre progressiva, Botox ou cauterização e qual devo escolher?


As três técnicas servem para alisar, relaxar ou disciplinar os fios. Ambas aplicadas de forma correta irão ajudar com que seu cabelo esteja mais nutrido e com ótimo aspecto. O que te ajuda a saber qual deve escolher é a NECESSIDADE do seu cabelo e o resultado final que você deseja.

O que diferencia é que a progressiva garante um resultado de até 100% de eficácia no alisamento do cabelo, enquanto o botox garante 50%.
Já a cauterização consegue garantir apenas 25% de eficácia no alisamento, porque seu poder maior é de reconstrução capilar devido ao seu princípio ativo ser queratina.

Se você tem dúvida sobre o que precisa, orientamos que procure um profissional adequado para avaliar seu cabelo e te ajudar a escolher o melhor procedimento.



  1. Quanto tempo dura o efeito da progressiva e do botox?

    Levamos em consideração pessoas que após qualquer procedimento continuam com uma rotina de cuidado e manutenção diários para garantir uma maior durabilidade.

    Sendo assim o efeito da progressiva pode durar em média de 3 a 6 meses, dependendo do tipo de cabelo, suas necessidades e forma de processamento do procedimento. 

Já o botox tem uma durabilidade de 2 a 4 meses por ser um produto bem mais suave e que até seu efeito “alisamento” é menor quanto ao efeito de uma progressiva.

Mas como já foi enfatizado, tudo depende primeiro do produto que foi utilizado, seu modo de processamento e principalmente da sua manutenção pós química. Todos esses fatores são essenciais na hora de falar sobre DURABILIDADE.
 



  1. Progressivas podem ser feitas em crianças, grávidas e lactantes?

    Eis aqui uma dúvida bem polémica. 

Por anos essa ideia de que progressivas eram restritas para esse público em particular foi sendo enraizada sobre nós.

Mas devemos isso ao uso de produtos com o famoso FORMOL, que como já sabemos é um agente químico altamente  tóxico e que causa muitos danos à saúde tanto de quem está alisando o cabelo como de quem realiza esse procedimento, e por este motivo foi totalmente RESTRITO o uso de produtos alisantes em crianças e gestantes/lactantes.

Mas com o avanço da tecnologia dentro das indústrias de cosméticos, foram criados inúmeros outros métodos com outros princípios ativos alisadores sem a necessidade do formol já testados e APROVADOS e que garantem que o uso desses alisamentos em crianças, gestantes e lactantes é extremamente seguro.

Mas é claro que muitas vezes, por questão de ética, o profissional irá pedir uma autorização médica para esse grupo em particular para realizar seu procedimento. É só uma questão de cuidado!

 

  1. Quantos dias devo esperar para lavar meu cabelo após o procedimento?

    Esse tipo de dúvida é gerada também pela ideia inicial da progressiva com formol onde os profissionais ao terminar o procedimento pediam aos clientes para esperar pelo menos 3 dias sem lavar ou até mesmo amarrar o cabelo, deixando-o de modo que fique livre para memorizar seu novo estilo.

    Isso acontecia porque além de usar produtos com formol sendo que sua função principal é conservar (neste caso conserva o estado liso do cabelo), o produto não era retirado, o procedimento de calor (escova e chapinha) era feito com o produto no fio e pediam para que esse produto permanecesse ali por 3 dias para se manter ativado.

    Claro que novamente com o avanço da tecnologia cosmética isso mudou.
    As progressivas agora tem nova fórmula que além de não utilizar formol, a maioria também não tem necessidade de ser ativada com calor com o produto ainda no fio. 


O produto é retirado antes do procedimento de calor, lavado com shampoo e logo após são feitos os outros procedimentos de escova e chapinha. 

Por outro lado tem produtos que exigem em seu rótulo que essa termoativação seja feita com o produto ainda no cabelo, mas após o término já pode lavar normalmente.

A única recomendação que todavia prevalece é para não amarrar o cabelo imediatamente até o cabelo se acostumar à nova química e ao novo formato evitando assim que se crie marcações onde ele foi amarrado.


  1. Por que devemos manter distância do couro cabeludo ao fazer a aplicação da progressiva?

    Aqui temos outro assunto bem polêmico dentro do nicho da progressiva.
    Muitas pessoas têm medo de fazer o procedimento porque já viram casos onde alguém fez e teve “caspas”. 


A progressiva ou qualquer outro tipo de alisamento não é capaz de criar caspas, as caspas são ou um problema de saúde ou a falta de cuidados adequados.

O que acontece é que a progressiva como qualquer outro produto de alisamento é feito para o FIO e não para a pele, então fica RESTRITO qualquer contato excessivo desse produto com a pele pois poderá causar incômodos, alergias e descamações (como quem vai a praia e não passa protetor solar e a pele “descasca”).

Recomenda-se uma distância de pelo menos 2 a 3 dedos do couro cabeludo para evitar que possa haver complicações e antes mesmo de iniciar o procedimento também é recomendado que o profissional faça um teste de alergia para garantir que o cliente não possui intolerância a algum componente do produto. 


Lembrando que o teste de alergia consiste em aplicar um pouco do produto em áreas estratégicas e mais frágeis (antebraço, nuca ou atrás da orelha), aguardar 5 a 10 minutos e ver a reação que teve naquele local.
Caso não haja reação ou tenha uma pequena vermelhidão sem coceira o procedimento é aprovado, mas se houver vermelhidão em excesso, coceira, irritação ou bolhas o procedimento não deve ser feito pois esses sintomas são os maiores sinônimos de alergia.

E essa alergia varia de cliente para cliente, assim como o teste de alergia é recomendado ser feito todas as vezes que o cliente for realizar novamente o procedimento. Nosso organismo é uma caixinha misteriosa, muitas pessoas já nascem com intolerâncias a algo, mas também podemos desencadear essas intolerâncias com o passar dos anos…
Por exemplo: Alguém que nunca teve alergia a leite e inclusive fazia uso, depois de alguns anos seu organismo se tornou intolerante a lactose e então essa pessoa deve retirar todo leite e seus derivados de sua dieta.
Isso pode acontecer também com qualquer componente do produto, nas primeiras sessões a pessoa não ter nenhuma reação alérgica e com o passar do tempo sim. Por isso enfatizamos sobre o teste de alergia.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Shopping Cart
Scroll to Top