CABELO: Estrutura, Propriedades,Composição, Ciclos, Definição e Características

Olá, hoje vamos conhecer a MATÉRIA PRIMA de todo nosso conteúdo,
O CABELO.

E para isto vamos falar um pouco sobre a estrutura interna do cabelo, a quantidade de cabelo existente no couro cabeludo, sua estrutura morfológica assim como as características do cabelo para saber suas condições adequadas para realizar trabalhos TÉCNICOS.


Esse artigo é bacana para profissionais da área, e também para aqueles que desejam ser.

Já falamos muito aqui sobre os cabelos, mas agora vamos conhecer REAL, esse nosso aliado na auto estima. 




  1. SUA ESTRUTURA
    O cabelo é em nossa pele como uma árvore é no solo, sua raiz se encontra no “subsolo” enquanto seu tronco e frutos se encontram na parte externa. 


O crescimento do fio começa mais ou menos 4mm abaixo do couro cabeludo em um pequeno tubo chamado folículo. 

A medida que o cabelo cresce ele sai através da pele, fora do folículo, e começa a ser visto.
A parte que vemos são as fibras do cabelo, essa fibra contém um núcleo e camadas de capas protetoras externas chamadas CUTÍCULA


A cutícula é a parte externa da fibra do cabelo, e é ela que precisa de cuidados pois está sujeita a químicas e “ataques” (sol, poluição, excesso de calor, piscinas… tudo que pode danificar sua estrutura) do dia a dia. Então as condições externas do seu cabelo depende muito da saúde e formas de cuidados da sua cutícula.

Os vasos capilares na base de cada folículo se chamam PAPILA, e são responsáveis por nutrir a raiz e permitir que o cabelo cresça. Essa parte requer um cuidado INTERNO de nutrição, vitaminas, minerais e aminoácidos.
Lembrando que tudo que você ingere (alimentos, bebidas, remédios) podem interferir na saúde interna dos seus fios, assim como também interfere um desnível hormonal ou problemas de saúde mais graves.

Cada folículo tem uma glândula sebácea que é responsável por lubrificar naturalmente seu cabelo.

1.2 A RAIZ.
Se encontra em uma camada abaixo da epiderme chamada folículo piloso que permite seu crescimento.
A raiz do cabelo é composta por células vivas, não queratinizadas.


1.3 O TALO.
Na estrutura do cabelo conseguimos distinguir várias partes…
A parte CENTRAL que é formada por uma medula e duas camadas circundantes, uma intermediária (denominada córtex) e uma externa (denominada cutícula).
O talo é composto por células mortas queratinizadas e sem núcleo.


2. SUAS PROPRIEDADES
As propriedades mais importantes do cabelo são:

2.1 PERMEABILIDADE:
A permeabilidade é definida como a capacidade que o cabelo tem de absorver líquidos, e isso se deve levar muito em conta ao aplicar produtos químicos. 


2.2 RESISTÊNCIA:
É definida a resistência pela sua capacidade de suportar TRAÇÕES, é determinada por sua estrutura e composições químicas.
A resistência do cabelo pode ser alterada com o uso de determinados produtos químicos, como acontece em cabelos descoloridos/coloridos e em químicas de alisamentos.
O cabelo fica menos resistente, quebra com facilidade e pode ter um aspecto poroso e sem vida.


2.3 PLASTICIDADE:
A plasticidade é definida pela facilidade que temos de moldar sem que ele recupere rapidamente sua forma natural. 

Ao molhar o cabelo são quebradas as pontes de hidrogênio e a plasticidade é definida através da facilidade ou não de moldar esse fio.

2.4 ELASTICIDADE:
Essa é a propriedade mais importante do fio, e é reconhecida pela capacidade do fio de aguentar uma força de estiramento e voltar a sua forma natural.
Neste caso, se o fio se rompe ao exercer a força sobre ele é porque a elasticidade está comprometida.


3. SUA COMPOSIÇÃO:

O cabelo é composto por:
– 70% ÁGUA, SAIS, ETC (UREIA, AMINOÁCIDOS…). 

– 28%, PROTEÍNAS.
– 2% LIPÍDIOS.


4. SEUS CICLOS:
O cabelo é geneticamente preparado para realizar entre 25 ciclos com uma duração de 4 anos em cada um.
O ciclo é definido pelo processo de nascimento, crescimento e morte do fio.
Cada folículo tem seu ciclo independente entre os outros fios em sua volta.
O crescimento do fio vai diminuindo conforme a idade, sendo ele mais acelerado na idade mais jovem.

5. DEFINIÇÕES DO CABELOS:
O cabelo pode ser definido por três tipos:

1. LANUGO
É o primeiro cabelo formado ainda dentro do útero por volta das 20 semanas de gestação, é um cabelo pequeno, sem cor e muito fino.

2. CABELO
Quando a epidermis está coberta por um cabelo fino e sem pigmentação, o cabelo começa ocupar o lugar do lanugo.

3. CABELO TERMINAL
Ao final da gestação quase já não existe o tipo lanugo.
Em áreas como o couro cabeludo, as sobrancelhas e os cílios, já existem cabelos permanentes pigmentados, grossos, resistentes e relativamente mais longos.
Esse é o primeiro cabelo elaborado pelo folículo piloso.

Já na adolescência se inicia o segundo cabelo terminal como respostas às mudanças hormonais, assim como se inicia o procedimento de crescimento de cabelo nas zonas das axilas, zonas íntimas, e no caso dos homens se iniciam os cabelos no abdômen, tronco e rosto.


  1. CARACTERÍSTICAS DO CABELO
    O que define a característica do cabelo é a estrutura do seu folículo.

    Se o tubo folicular é pequeno o seu cabelo será fino, se é grande então seu cabelo será grosso.
    Se o tubo folicular for redondo o cabelo tende a ser liso, e se for achatado então o cabelo será encaracolado.

    O cabelo pode ser classificado segundo 3 critérios:

  2. Estrutural
    Liso: O formato do folículo é circular e tem orientação vertical à superfície da pele formando um ângulo reto. 


Ondulado: O folículo tem uma forma oval e é orientado por formações agudas.

Encaracolado: O folículo tem uma forma elíptica (bem arredondada), e sua orientação é paralela a superfície da pele.

A estrutura do cabelo costuma ser definida pela diferenciação de caucasianos, pardos, negros, orientais…



  1. Emulsão Epicutânea (classificação da pele)
    Normal: É quando a emulsão epicutânea é equilibrada. O cabelo se apresenta com brilho, suavidade e aveludado.

    Seco: Quando a emulsão epicutânea não contém oleosidade natural e pouca água. O cabelo se apresenta áspero, seco e quebradiço.

    Oleoso: A emulsão epicutânea tem uma alta produção de oleosidade, o cabelo apresenta extremamente brilhoso porém pegajoso e “grudado” ao couro cabeludo.


    3. Resistência
    Cabelo fino: Deve-se a quando cabelo possui uma baixa produção de queratina. Acontece geralmente em pessoas naturalmente loiras, descoloridas ou quem utiliza cores que precisam de uma grande descoloração como as ruivas e se associa a pessoas com a pele mais fina.

    Cabelo grosso: O cabelo costuma ser grosso pela sua produção de queratina ser adequada ou até elevada. Geralmente essa característica de cabelo se dá a cabelos escuros e se associa a pessoas com a pele mais grossa.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Shopping Cart
Scroll to Top